Notícias News

PSB lança dúvidas sobre a investigação da FAB na queda do avião que levava Campos

Diante da noticia de que a caixa-preta do avião que caiu em Santos (SP) e matou o presidenciável Eduardo Campos nesta quarta-feira (13) não gravou a conversa entre os dois pilotos, lideranças do PSB decidiram pedir acesso aos dados da Aeronáutica para uma "apuração isenta" sobre o acidente.

Reunidos em SP Paulo para discutir o futuro da chapa do partido na disputa pelo Palácio do Planalto, os deputados Beto Albuquerque (RS), Marcio Franca (SP) e Júlio Delgado (MG) ficaram "estarrecidos" com a informação da Aeronáutica, que investiga as causas da queda da aeronave. Apesar do trabalho de desmontagem da caixa-preta ter sido realizado com sucesso e a memória, recuperada na íntegra, a conversa gravada de outra data, ainda no definida.

"Esse resultado muito suspeito", disse Delgado Folha. "A caixa-preta foi encontrada muito rapidamente pela perícia e estranho não ter gravado o áudio do dia do acidente. Não vamos ficar tranquilos com isso. Vamos pedir uma apuração mais isenta. Não estamos gostando dessa conversa e queremos acesso aos dados", completou.

No entanto, o deputado ainda no soube explicar quais métodos legais o partido era utilizar para solicitar as informações. "Estamos estudando o que fazer", afirmou.

Os lideres do PSB reconhecem que as tratativas que vai definir se a vice de Campos, a ex-senadora Marina Silva, ser ou não a cabeça de chapa precisam. E precisa ocorrer até o dia 24– mas afirmam que as notícias sobre a caixa-preta suspenderam por ora as negociações.

Em almoço com o governador Geraldo Alckmin (PSDB) nesta semana, aliados de Campos pediram "atenção especial" das Policia Militar e Policia Civil de SP Paulo sobre o caso. O tucano acenou positivamente, embora as investigações sejam de responsabilidade da Policia Federal e da Aeronáutica. Jornal do Estado.

Nenhum comentário