Notícias News

Filha de Edir Macedo afirma que falta de luz na inauguração do Templo foi “sabotagem”

Na inauguração do Templo de Salomão da Igreja Universal do Reino de Deus, a presidente Dilma Rousseff (PT) precisou subir de escada três andares que separavam a garagem privativa dos convidados VIPs da local onde ficaria sentada. A falta de energia elétrica que impediu o uso dos elevadores teria sido fruto de uma sabotagem, de acordo com a filha do bispo Edir Macedo, Cristiane Cardoso.
A apresentadora e esposa do bispo Renato Cardoso escreveu um artigo contando as desventuras vividas pela organização do evento naquele dia, e listou uma série de empecilhos para que as coisas não acontecessem como planejado pela denominação.

“Os nossos eletricistas de plantão não sabiam o que fazer, pois tudo estava aparentemente funcionando, mas nada de luz. Ninguém conseguia resolver o problema até que um milagre aconteceu, e até hoje os eletricistas não conseguem explicar como conseguiram arrumar algo que nem eles sabiam que estava ruim… Descobrimos depois que o nosso sistema de eletricidade tinha sido sabotado.”, afirmou Cristiane Cardoso.

Segundo ela, houveram diversos percalços que precisaram ser driblados para que as o evento saísse do papel: “Marcaram manifestação para esse dia, ninguém apareceu; Quiseram achar alguma coisa contra a lei que pudesse cancelar esse evento, não acharam nada; Espalharam todo tipo de mentiras a respeito do Templo, isso não nos afetou em nada”, listou.

“Aos olhos de todos naquela noite, tudo estava perfeito, mas só Deus sabe o quanto tivemos que lutar e o quanto os Seus Anjos tiveram que trabalhar para que o evento acontecesse”, escreveu Cristiane.

Ameaças e críticas feitas contra a Igreja Universal também foram mencionadas pela apresentadora como exemplo de dificuldades: “Mas o que eles [adversários] não sabiam e que talvez ainda não saibam é que a Universal não é dirigida por homens, mas pelo próprio Deus. Quem se levanta contra ela, se levanta contra Ele”, disse. “Vale a pena esperar pela honra que vem do Alto, pois quando ela vem, até quem não quer acaba fazendo parte dela também”, concluiu Cristiane Cardoso.

O Templo de Salomão da Universal, que custou R$ 680 milhões, foi construído em quatro anos e inaugurado no último dia 31 de julho de 2014 e aberto ao público sem a documentação definitiva.

Nenhum comentário