Notícias News

Eduardo Cunha foi para a Assembleia de Deus sem sair da Sara Nossa Terra, diz jornalista

O deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, recentemente trocou a Igreja Sara Nossa Terra para ser membro da Assembleia de Deus Ministério de Madureira.

A Sara Nossa Terra é liderada pelo bispo Robson Rodovalho, enquanto a AD Madureira é dirigida pelo bispo Manoel Ferreira, ambos com ampla atuação política no cenário nacional.

Porém, de acordo com informações do jornalista Lauro Jardim, da revista Veja, “Eduardo Cunha bota um pé em cada canoa quando o assunto é religião”. A afirmação foi feita porque o parlamentar teria ingressado na Assembleia de Deus Madureira sem formalizar sua saída do quadro de membros da Sara Nossa Terra.

“E nem irá fazê-lo”, escreveu Jardim em sua coluna Radar Online. Segundo o jornalista, “a assembleia de Deus de Madureira o ajudou muito na campanha para deputado, mas a ligação com a Sara vem do passado, quando Francisco Silva, dono da rádio Melodia FM, do Rio de Janeiro, o levou a Rodovalho”.

A situação atípica de Cunha quanto às igrejas que ele pertence, diz Jardim, se assemelha com o que ele “faz na política”, afinal, o deputado é “filiado ao governista PMDB, porém fazendo oposição a nove de cada dez propostas de Dilma Rousseff”.

Por fim, Lauro Jardim faz uma sutil crítica à forma como as lideranças evangélicas tratam a política, que é muito semelhante à maneira dos próprios políticos lidarem com sua profissão: “Algum líder evangélico brasileiro hoje está disposto a questionar Cunha pela ‘dupla filiação’? Claro que não, estão todos felizes da vida com o atual poder do presidente da Câmara. Assim como Cunha que, se achar necessário, pode até entrar noutra igreja evangélica, sem sair das duas atuais, claro”, concluiu o jornalista.

Nenhum comentário